Os diversos usos do Verso All Purpose Cleaner

NESTE GUIA GRATUITO:

  • Aprende como o Verso funciona num nível molecular para retirar com segurança a gordura e a sujidade.
  • Descobre toda uma variedade de tarefas de detalhe onde apenas um produto para levar os teus detalhes para o próximo nível.
  • Veja as diluições recomendadas para lidar com qualquer concentração de sujidade em praticamente qualquer superfície.

QUAIS SÃO OS BENEFÍCIOS?

  • Podes concluir uma ampla variedade de tarefas de detalhe com apenas um produto de detalhe de valor acessível.
  • Ao encontrar as proporções de diluição corretas, a limpeza profunda e o desengorduramento tornam-se mais fáceis e seguros do que nunca.
  • Lê as nossas dicas profissionais e vais ficar surpreso com quantos problemas de detalhe diferentes tu podes resolver.

ESTE KIT BAG ESSENCIAL REALMENTE PODE FAZER TUDO!

Não há dúvida de que o Verso All Purpose Cleaner é um dos produtos mais versáteis que já desenvolvemos, a pista realmente está no nome. Este produto de limpeza e desengorduração altamente concentrado foi projetado para lidar com muitas tarefas dentro e fora do veículo, desde uma limpeza leve até à sujidade mais pesada.

Mas, quais são os trabalhos mais comuns em que esse produto se destaca? Como exatamente isso funciona? E quais as diluições? Bem, todas são perguntas frequentes que podemos responder aqui e agora. Então, vamos ver porque nunca deves estar sem uma garrafa de Verso no teu kit de detalhe…

POR QUE O VERSO PRECISA SER DILUÍDO?

Não se trata apenas de poupar dinheiro, já sabemos que um único litro deste produto de limpeza concentrado pode fazer até 10 litros de solução, e isso é bastante rentável e nós próprios o dizemos. Mas a diluição com água também se trata de obter a intensidade correta do produto para a sujidade que está a tentar remover. Uma sujidade mais pesada tem simplesmente mais partículas de areia, sujidade e óleos gordurosos que precisam de ser encapsulados pelos químicos de limpeza e desengorduramento na solução, é evidente que quanto mais partículas precisar de remover com segurança, mais destes tensioativos precisa na sua mistura para entrar em contacto com eles. Não o suficiente significa que a solução atacará a primeira camada de sujidade, mas quando a solução gasta – ou os tensioativos que já encapsulam esta sujidade – é removida, não há tensioativos suficientes para os substituir para atacar o resto da sujidade. Demasiados na sua mistura e, bem, não estás apenas a desperdiçar produto, mas pode ter tensioativos a tentar trabalhar em superfícies sensíveis onde não são necessários, e provavelmente falta-lhe um outro componente vital – a água.

Como podes ver, não se trata apenas da concentração de tensioativos, a água contida na sua mistura é também uma parte importante da equação de limpeza porque é isto, a nível molecular, que afasta os tensioativos – e a contaminação com eles – das superfícies. Os tensioativos são meio hidrofóbicos e meio hidrofílicos, o que significa que ambos são atraídos e repelidos da água. Chegaremos à ciência disso num instante, mas a questão é que sem a água não haveria nada que atraísse os tensioativos usados, e isto impediria a capacidade do produto de retirar fisicamente a sujidade e as partículas de óleo das superfícies. É também a razão pela qual as diluições mais fortes adoram ser enxaguadas – porque os tensioativos agarrados às partículas são atraídos pela água de enxaguamento.

Naturalmente, já existem algumas moléculas de água no Verso concentrado, razão pela qual é conhecido como um agente aquoso, ou uma fórmula detergente. Mas, adicionando água à sua Pro Mixing Bootle, Pressure Sprayer ou mesmo ao Detailing Bucket quando dilui este poderoso produto de limpeza para todos os fins, ajuda activamente a remover a sujidade sem deixar qualquer resíduo de estrias ou ser demasiado duro para a superfície.

COMO É QUE ESTES TENSIOACTIVOS REMOVEM A CONTAMINAÇÃO?

Existem alguns tipos diferentes de tensioativos que encontrará aqui, e cada um é concebido para atacar diferentes tipos de sujidade. No entanto, basicamente, temos uma mistura especial de tensioativos aniónicos de alta espuma, que são ideais para elevar e encapsular solos de partículas, e tensioativos não-iónicos de baixa espuma, que são utilizados para remover partículas à base de óleo – o que é conhecido como acção desengordurante. Há também uma certa concentração de emulsionantes, que são utilizados para decompor grandes moléculas gordas (que têm dificuldade em se misturar com a solução) em moléculas gordas mais pequenas. Juntamente com uma pequena quantidade de produtos químicos à base de solventes, os quais são utilizados para eliminar manchas resistentes de base orgânica. Estes ingredientes extra simplesmente tornam a sujidade suficientemente pequena para ser removida eficazmente pelos tensioativos.

 

Mas, a questão é – como é que os tensioativos funcionam? E tudo se resume à relação que eles têm com as moléculas de água. Os tensioativos são como pequenos girinos, com “cabeça” que são atraídas pela água, e caudas que repelem a água mas são atraídas por partículas estranhas – as que estão a tentar remover. A natureza polar destes surfactantes é exatamente o que os faz levantar, segurar e rodear a sujidade que está a tentar remover.

 

Numa escala microscópica, um grande número destes minúsculos tensioativos agrupa-se para formar estruturas chamadas micelas, estas são como uma bola com todas as cabeças amantes de água no exterior e as caudas no interior. Como as caudas são atraídas pelo grime, quando as micelas entram em contacto, abrem-se e as caudas fixam-se às partículas. Mas, porque as cabeças são atraídas para a água na solução, ou quando se enxaguam, a sujidade é arrancada da superfície e para a solução de limpeza. Quando a sujidade está livre, as micelas reformam-se, rodeando as partículas e impedindo-as de voltar à superfície. É assim que suspendem a contaminação na solução, pronta para ser enxaguada ou limpa.

QUANDO DEVO USAR VERSO NO MEU DETALHE?

Bem, a resposta a isso é igualmente simples, há muitas, muitas áreas em que este produto multiusos é o produto de limpeza ideal. Por isso, aqui está um monte das melhores dicas sobre a utilização do Verso dos nossos detailers profissionais da Auto Finesse Detailing Academy…

PAREDES LATERAIS DO PNEUS

Um dos erros mais comuns nos detalhes é não limpar bem a lateral dos pneus durante as fases de limpeza das rodas, muitos simplesmente esquecem, mas vale a pena lembrar que isto pode ter consequências adversas mais tarde quando se termina com um condicionador de pneu.

Um 1:2 de Verso com uma Deitaling Brush ou Rubber Scrubber irá limpar eficazmente as laterais dos pneus de quaisquer contaminantes e reminiscências de condicionadores antigos que podem impedir o novo condicionador de agarrar devidamente, juntamente com qualquer grão e sujidade que irá interferir com o acabamento final. Ninguém gosta de um condicionamento por cima de um pneu estaladiço, certo? Mas é um problema que se resolve facilmente.

NA PRÉ-LAVAGEM

Este pode ser surpreendente para alguns mas, para uma limpeza profunda periódica dos veículos mais sujos, uma diluição do Verso entre 1:2 e 1:5 pode ser usada como um pré-purificador pesado, pulverizado – pode até usar a Snow Foam Lance para maior penetração, e funcionará também em diluições suaves nas rodas. No entanto, o Verso faz uma limpeza e desengorduração pesada e, ao contrário do nosso Citrus Power Bug and Grime Remover ou Dynamite Traffic Film Remover, não foi concebido para ser amigo da cera ou do selante. Mas, embora possa não ser para as lavagens rápidas de manutenção, pode ser muito eficaz para os trabalhos mais completos e para os grandes detalhes. Assim, se estiver a planear polir e acrescentar protecção mais tarde, ou limpar veículos de trabalho bem utilizados, veículos todo-o-terreno e carros abandonados e maltratados, o Verso pode oferecer a solução perfeita de pré-lavagem profunda.

ARO DA PORTA E TAMPA DO DEPÓSITO DE COMBUSTIVEL

É aqui que os desengorduradores pesados se apropriam. Os aros das portas, especialmente à volta de fechaduras e dobradiças, têm muitas cavidades sujas e gordurosas que muitos se esquecem de limpar com regularidade. Devido à natureza pegajosa destes contaminantes, estes tendem a apanhar sujidade e poeiras extra ao longo do tempo, e isto precisa de ser limpo com segurança, sem o risco de arranhar as áreas pintadas. Isto não quer dizer que não se possa “relubrificar” estas partes após a limpeza, claro, mas o lubrificante fresco é muito melhor do que a gordura que tem transportado sujidade pesada durante períodos prolongados.

Também nestas áreas, muitos carros têm protectores de plástico que podem exigir um pouco mais de atenção. O mesmo se pode dizer por dentro e à volta das tampas de combustível, onde se encontra bastante combustível e contaminação à base de óleo. Tudo isto pode ser eficazmente limpo com uma diluição de 1:7-1:5  com um Detailing Brush

PLÁSTICOS EXTERIORES

Tal como acontece com os pneus, muitos não se apercebem de que terá uma ligação muito mais forte, e prolongará a vida útil dos condicionadores, em plásticos exteriores mate através de uma limpeza profunda com Verso antes da aplicação. Isto é simplesmente porque qualquer gordura e sujidade deixada na superfície irá efetivamente criar uma camada de barreira que irá impedir o condicionador de entrar em contacto com o plástico real. Estas são também superfícies que não podem ser polidas mecanicamente ou descontaminadas, tornando a limpeza química intensa ainda mais importante. Além disso, alguns condicionadores à base de silicone e água servem para restaurar a sua cor e acrescentar protecção dos plásticos, por isso, sem permitir que se agarrem, simplesmente não se obtém o melhor do condicionador, e este não durará muito tempo. Uma diluição de 1:10 é tudo o que precisa aqui – basta pulverizar, limpar e remover o excesso

REBORDOS DE BORRACHA

Aqui está uma dica para si, um pouco de Verso num pano de microfibras poderá ser o essencial para recuperar as borrachas em torno do vidro. Essencialmente o que está a fazer aqui é usar os agentes de limpeza e o pano para tirar a superfície e tirar uma camada microscópica de borracha, deixando para trás a nova borracha fresca por baixo. É um pouco como se estivesse a polir a pintura a esse respeito. Isto é especialmente útil para limpar resíduos de polimento, e a sujidade incrustada que as borrachas são muito boas a recolher ao longo do tempo. Em veículos mais antigos também ajuda a reavivar a cor preta original, impedindo que as borrachas desvanecidas soltem o resto dos detalhes.

TAPETES, CARPETES E TECIDOS

Os tapetes interiores e tapetes de chão apanham, sem dúvida, algumas das piores sujidades de qualquer parte do veículo. Lama, sujidade pesada de partículas, areias e alimentos enraizados são todos comuns, e a diferença com estas superfícies, claro, é que são macias e constituídas por milhões de fibras ideais para agarrar toda a sujidade que se arrasta para dentro do veículo nos sapatos e roupa. Dito isto, não precisas de uma diluição extremamente forte de Verso aqui, apenas 1:7 penetrará efetivamente no material, eliminando a sujidade no fundo das fibras sem quebrar ou rasgar as próprias fibras. A partir daí retém a contaminação na solução, permitindo que esta seja limpa.

Para tapetes e carpetes, primeiro remova a sujidade solta com o seu aspirador, para garantir que o Verso começa a trabalhar onde é mais necessário. Em seguida, pulverize o Verso diluído em toda a área. Não precisa de saturar totalmente a área, mas aplica o suficiente quando estiveres a lidar com a sujidade mais dura. É aqui que usamos Upholstery Brush ou o Interior Detail Brush. A ideia não é tanto esfregar a sujidade, mas refrescar a solução nas áreas mais afetadas. Esta acão simplesmente afasta a solução usada (que já está a encapsular a sujidade) e atualiza-a com uma nova solução pronta para quebrar o resto da sujidade. Depois disso, pode limpar a sujidade com um pano de microfibras, ou usar o aspirador.

O mesmo processo com uma diluição 1:10 de Verso pode ser realizado para limpeza geral em assentos de tecido, utilizando uma mistura ligeiramente mais forte para limpeza de manchas e os piores contaminantes. 1:10 também é ótimo para refrescar outros tecidos interiores como o forro do teto e cintos de segurança, só que aqui é importante não saturar a superfície, em vez disso pulverizar a sua solução diretamente sobre um pano de microfibras e limpar. Alternativamente, em interiores muito sujos pode adicionar um pouco de Verso a um balde de água, mergulhar e espremer o seu pano, e usar o pano microfibra húmido para limpar bem as superfícies. Isto também inclui plásticos, embaladeiras e guarnições – sim, o Verso é realmente muito versátil.

PELE

Falando de interiores, uma diluição fraca do Verso é também particularmente útil para limpar a pele mais sujo sem danificar a superfície. Os assentos e os acabamentos de couro normalmente recolhem e retêm óleos corporais e suor, tornando-os brilhantes – lembre-se que o couro brilhante é geralmente couro sujo e necessitará de um agente desengordurante para remover a contaminação à base de óleo. Geralmente, o que se pretende é um acabamento limpo e mate, mas sem utilizar um desengordurante demasiado agressivo, e que pode secar o couro. A sujidade pesada e o corante das roupas também podem ficar incrustados na superfície da pele, necessitando de um tensioativo adequado para se decompor e levantar em segurança. Felizmente, todos estes são contaminantes que uma ligeira diluição de 1:10-1:7 será capaz de cortar com facilidade, e sem causar danos à superfície. Mais uma vez, o processo é extremamente simples – basta pulverizar sobre toda a área, limpar e remover o excesso.

Embora digamos que esta não é uma solução para uso regular e manutenção geral em áreas mais limpas – aqui recomendamos o nosso produto de limpeza extremamente suave à base de glicerina Hide Leather Cleanser – para grandes detalhes sobre veículos extremamente contaminados, e a limpeza profunda periódica, embora o Verso ofereça uma solução pesada e seriamente eficaz.

COMPARTIMENTOS DO MOTOR

Pode ser uma área esquecida durante muitos detalhes, mas os compartimentos dos motores também são onde um pouco de Verso pode fazer a grande diferença. Escusado será dizer que a gordura, a sujidade e as manchas de óleo tendem a ser abundantes debaixo de qualquer tampa, mas este é exatamente o tipo de contaminação resistente que o Verso foi desenvolvido para eliminar, mais uma vez a secção desengordurante é uma das características mais importantes aqui. Uma solução relativamente forte, de cerca de 1:5 ou 1:2, irá combater as gorduras e óleos mais pesados. Esta deve ser pulverizada e pincelada em fechos, coberturas plásticas, vedantes de borracha, metal, áreas pintadas e à volta de dobradiças e fechos do capot, permitindo que a sujidade seja enxaguada eficazmente com a máquina de lavar a pressão.

SUJIDADE ESCONDIDA

Os seguidores regulares do nosso Canal Youtube, terão notado que adoramos desmontar carros nos nossos grandes detalhes, apenas para revelar todas aquelas pequenas armadilhas de sujidade que sofrem com a acumulação de sujidade ao longo de anos de exposição aos elementos. Vale a pena notar que, na maioria dos veículos, existem muitas peças mais pequenas que serão rápidas e fáceis de remover, e que a limpeza periódica, embora não seja imediatamente evidente quando se trata do acabamento geral, é importante por duas razões. Primeiro, se for deixado por tempo suficiente, a sujidade pode trazer consigo o início da corrosão nestas áreas, em superfícies pintadas e eventualmente no próprio metal. Muitos carros têm sofrido de podridão oculta ao longo dos anos, precisamente por esta razão. A segunda consideração é muito mais simples, algumas partículas podem ser acidentalmente sopradas nas fases posteriores do seu detalhe, causando defeitos ao tentar realizar processos como o polimento com máquina ou acabamento. Imagina o que um grão na pad de polimento pode fazer sobre a pintura. Por outras palavras, se conseguires chegar primeiro a esta sujidade escondida, faz sentido limpá-la e reduzir os riscos.

 

De qualquer forma, essa sujidade escondida mais comum podem incluir peças como rebordo dos faróis, guarnições, grelhas e até mesmo os faróis – e quando se trata de limpar o pó e lama seca, o Verso é sempre o primeiro produto a que chegamos. Aqui a razão de diluição dependerá sempre do nível de contaminação, mas faz sentido começar com uma diluição ligeira de 1:10, e subir para algo um pouco mais forte à medida que e quando for necessário.

DESCAPOTÁVEIS

O Verso é tão bom em tecidos exteriores quanto nos interiores do seu veículo. As capotas são um excelente exemplo aqui porque, novamente, a solução usa tensioativos para quebrar contaminantes profundamente entranhados, libertando as partículas das fibras com segurança, sem danificar as próprias fibras. Esta é sem dúvida a consideração mais importante em qualquer capota – deixar sujeira embutida com partículas afiadas que se adaptam particularmente à abrasão das fibras – ou mesmo danificá-las durante a limpeza – pode enfraquecer o tecido, causando desde excesso de água entranhada até cortes e rasgos… As coisas que não queres que aconteçam na capota do teu carro.

Enquanto o Verso é classificado como um produto desengordurante pesado, a limpeza periódica com uma diluição relativamente fraca de 1:10 será eficaz para salvaguardar a capota que eventualmente irá atacar as fibras. Mais uma vez, isto pode ser adaptado a cerca de 1:7 para sujidade mais pesada, mas começa sempre com uma diluição mais fraca primeiro – a chave é não utilizar mais produto do que realmente necessita, depois não deixará uma carga de resíduos no tecido ao enxaguar. Pulverizar, escovar com a Upholstery Brush, e enxaguar a sujidade encapsulada com a sua máquina de lavar a pressão, é tão simples quanto isso.

CAVA DE RODA

Se estás a levar a sério os teus detalhes, não temos dúvidas de que a dada altura estará a atingir as tuas rodas para chegar a essas cavas interiores. É evidente que encontrará aqui alguma da contaminação mais pesada de todas, incluindo lama, sujidade de estrada, óleos, e outras partículas pesadas sujas – toda a gordura e sujidade que pode eventualmente levar à corrosão e danos estruturais.

 

Uma diluição de 1:5 – 1:2, juntamente com uma escova Arch Blaster Arch Brush será a coisa certa para atacar este tipo de sujidade pesada dentro dos arcos, nos forros de plástico e em redor do chassis e das peças de suspensão. Aqui pode aplicar liberalmente e esfregar com o seu pincel para ajudar a levantar a sujidade, e refrescar o agente de limpeza, antes de remover tudo com a máquina de lavar a pressão. Durante a manutenção de rotina, é claro, quando não tiver tirado as suas rodas, pode simplesmente usar uma diluição mais leve 1:7 e uma Arch Blaster Arch Brush antes de seguir o seu processo habitual de limpeza de rodas.

Deixe uma resposta

Options